Dicas e Novidades

O Tratamento no CAPS

Dentre as diversas clínicas disponíveis, o tratamento da dependência química no CAPS é um dos mais eficazes. A instituição conta com uma sólida equipe de profissionais que estão à disposição para atender qualquer pessoa que chegue. Por se tratar de um serviço de portas abertas, a pessoa com transtorno mental é ajudada.

O tratamento da dependência química no CAPS é baseado no registro dos aspectos psicossociais do dependente químico. Neste artigo apresentamos algumas informações sobre o CAPS e como cuidar de um tratamento.

O que é CAPS?
Para aprender sobre o tratamento da dependência química no CAPS, o ideal é ter um conhecimento mínimo da instituição. CAPS significa Centro de Atenção Psicossocial. As instalações destinam-se a todas as pessoas que se encontrem numa emergência psicológica grave. O tratamento é gratuito e faz parte da rede de atenção psicossocial do Sistema Único de Saúde. Portanto, é destinado a todos.

O tratamento da dependência química no CAPS é melhor por se tratar de um serviço especializado. O centro faz parte de um serviço de saúde terciário, projetado por serviços de enfermagem especializados. Possui equipes de profissionais que realizam estudos de caso para melhor atender aos usuários. Apesar da especialização, o CAPS é um serviço de porta aberta. Todo mundo que está em uma emergência mental tem suporte.

Porém, é importante atentar para os CAPS que estão sendo procurados. Enquanto organização, a rede de saúde classifica os CAPS de acordo com a população a ser atendida. Tem o CAPSi, que é voltado para crianças e jovens. CAPSad, voltado para usuários de álcool e outras drogas. O CAPS II é voltado para adultos em geral. E o CAPS III com atendimento noturno.

Tratamento da dependência química no CAPS
O tratamento da dependência química no CAPS é baseado na visão holística da pessoa. A intenção do tratamento no CAPS não é punir o usuário de drogas ou dizer que ele está errado. O CAPS aceita o indivíduo como ele é e trabalha a temática junto com a temática. O trabalho é colaborativo e todo o projeto terapêutico é elaborado em conjunto com o paciente. Ele só fará o que se sentir confortável.

O tratamento da dependência química no CAPS também se baseia na Política de Redução de Danos. Em outras palavras, o objetivo não é a abstinência. A redução de danos visa fornecer as ferramentas certas para o uso de drogas. Este método foi desenvolvido para minimizar os danos à saúde decorrentes do uso indevido de drogas. Além do método, outras atividades são realizadas no CAPS para que o psciente possa se manter ocupado.

Como encontro o CAPS?
CAPS é um serviço de porta aberta. Todo mundo que chega ao local é cuidado. Dependendo do caso, o CAPS também pode encaminhar a pessoa para outros serviços da rede. Mas a premissa básica é ajudar quem precisa. Porém, no que se refere ao tratamento da dependência química, o CAPSad deve ser procurado.

O CAPS opera na lógica do território e do tamanho da população. Ou seja, o CAPS atenderá um determinado número de pessoas de onde estiver. Isso não significa que seja com hora marcada. Portanto, o CAPS deve ser solicitado no local mais próximo da residência da pessoa. Caso você não saiba, a relação de todos os endereços dos CAPS pode ser encontrada no site da Secretaria Municipal de Saúde.

CAPS x Comunidades Terapêuticas
O tratamento da dependência química no CAPS é um trabalho matizado. Seu objetivo não é a abstinência. O objetivo é diminuir os danos causados ​​pela forma como a droga é usada, fornecendo ferramentas para seu uso. Isso cria uma conexão entre usuários e profissionais e torna o tratamento mais fácil.

O CAPS acredita que é importante que os usuários sejam atendidos onde vivem. Portanto, ele tem que procurar o CAPS mais próximo de seu local de residência. A lógica da territorialização consiste justamente em tratar o sujeito em seu território. Não o exclua da sociedade, mas cuide dele em sua vida social.

Toda essa forma de trabalho contradiz a maneira como funcionam as comunidades terapêuticas. Lugares que visam a abstinência forçada das drogas e o distanciamento do sujeito da vida social. As equipes geralmente são compostas por pessoas com sentimentos filantrópicos, em vez de profissionais especializados. O foco dessas comunidades está no vício químico, e não no aspecto psicossocial do viciado.

Entre em contato conosco:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é botao.png
Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *