Pandemia Covid 19: a depressão

Depressão pandêmica: o que fazer?
O isolamento social que a pandemia Covid-19 trouxe a praticamente todas as pessoas no mundo também desencadeou transtornos mentais, como ansiedade e depressão. Neste artigo, falaremos sobre a depressão pandêmica e o que fazer a respeito.

Mesmo antes da pandemia do coronavírus, os números da depressão representavam um cenário preocupante em todo o mundo, principalmente no Brasil.

Agora com distanciamento social, medo e insegurança além da nova rotina durante o isolamento, é hora de dar ainda mais atenção ao cuidado e prevenção desta doença gravíssima e muitas vezes silenciosa.

Mas antes mesmo de falarmos sobre depressão pandêmica e como lidar com ela, queremos definir o que é depressão, pois ainda existem muitos tabus e muitas dúvidas.

A depressão é um transtorno psiquiátrico cada vez mais comum no mundo. Pessoas com depressão se sentem tristes, desanimadas e têm dificuldade de ver alegria na vida na maior parte do tempo.

Sofrem vários efeitos na vida, tanto pessoais como profissionais. Além disso, sofrem de sintomas físicos, psicológicos e cognitivos.

Muitas pessoas confundem depressão com tristeza. Talvez você já tenha ouvido uma expressão como eu sou ‘deprê’ hoje…. Mas embora a tristeza seja um dos sintomas da depressão, um não deve ser confundido com o outro.

É normal sentir-se triste e desanimado de vez em quando e durante este período difícil com a pandemia do coronavírus é ainda mais comum.

Porém, quando os níveis de sofrimento, tristeza e desânimo se destacam de outros sentimentos e perduram e impedem a pessoa de viver sua vida, é hora de pedir ajuda.
Durante a depressão, a pessoa pode ter dificuldade até mesmo para tomar banho, preparar refeições ou realizar atividades diárias simples.

Depressão na pandemia: algumas dicas para lidar com o problema

* Se você suspeita que tem depressão, não se envergonhe e consulte um médico ou psicólogo. Os profissionais de saúde podem solicitar exames para descartar outras doenças ou alterações (como hormonais) que podem afetar a saúde mental do paciente.

Além disso, o especialista, neste caso o psicólogo em particular, também falará e tentará compreender as possíveis razões dos sintomas do paciente.

Mas além de buscar ajuda profissional, gostaríamos de compartilhar com você alguns hábitos, para que você possa lidar com a depressão na pandemia. Aqui estão alguns deles:

Tenha uma dieta saudável.

Faça atividade física.

Mantenha uma boa rotina de sono.

Mantenha uma rotina durante a quarentena.

Mantenha contato com amigos e familiares por telefone ou nas redes sociais para evitar a solidão.

Esteja atento às coisas que lhe trazem alegria e fazem você se sentir bem.

Leia menos notícias: tente se manter atualizado apenas no mínimo para evitar o medo de uma avalanche de informações sobre a Covid-19.

Pesquise atividades de relaxamento e distração como meditação, brincar com seu animal de estimação, escrever, desenhar, bordar, etc.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é botao.png

A depressão mais grave

A depressão severa é um dos problemas mais sérios da atualidade. Precisamos saber que o termo depressão grave é bem conhecido e muitas vezes parece que a depressão é o mal do século.

No entanto, não podemos ignorar que atualmente cerca de 322 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão, o que representa 4,4% da população mundial.

Além disso, no momento, os brasileiros são os que mais sofrem na América Latina, 5,8% da população sofre dessa doença silenciosa e lembre-se que essa doença atinge pessoas de todas as idades.

Saiba o que é depressão profunda

A forma mais grave de depressão é conhecida como depressão profunda, e este estágio é o mais grave da doença. Obviamente, existem outros tipos de depressão e eles surgem justamente por causa de situações extremas ou outras doenças.

Os sintomas deste tipo de depressão são semelhantes aos diferentes níveis desta doença, mas o grau ainda é diferente para você. No entanto, o que agrava esse problema e faz com que o transtorno se destaque são os pensamentos de morte.

Conhecendo Alguns Sintomas da Depressão Profunda:

A pessoa não só se sente desmotivada, mas também se isola completamente e tenta evitar o contato com pessoas próximas, justamente por não querer nenhum diálogo ou interação, essa é a vantagem de ser sozinho (a).

É bastante comum que uma pessoa com depressão se sinta inútil, além disso, ainda se sente culpada pelos problemas e sente até insatisfação de terceiros ou de você. Além disso, a baixa autoestima é claramente acentuada em quem sofre de depressão profunda.

Grande Tristeza Persistente e Incapacitante a pessoa com esta doença sente uma tristeza muito profunda!

Desânimo excessivo e muito pessimismo O lado bom das situações, aliás, a tristeza profunda realmente faz com que a pessoa deprimida perca a capacidade de se sentir feliz e otimista. a vida sempre foi a preto e branco a mais séria, porque está inteiramente relacionada com os pensamentos incessantes de morte e suicídio, o sofrimento que então é causado por esta doença.

Como pode ser visto, esta doença é muito perigosa e pode realmente levar à morte.

Entre em contato conosco e saiba mais sobre o tratamento.